26 de out de 2013

RESENHA: Corretivo facial masculino Le Grand Bluff, da NICKEL


Mais uma vez estou aqui para falar da Nickel, uma marca francesa de cosméticos de luxo que recentemente enviou ao BM alguns produtos para teste (e dentro de poucos dias teremos um sorteio com esses produtos na fan page do blog, hein? Aguardem!).

O cosmético de hoje é uma verdadeira curiosidade. Chamado pela própria Nickel de "corretivo", o Le Grand Bluff foi desenvolvido justamente para camuflar, disfarçar pequenas imperfeições do rosto. A maior diferença é que ele é destinado à pele dos homens, ou seja, é como se fosse a primeira maquiagem exclusivamente masculina a ser vendida no Brasil (corrijam-me se eu estiver enganado, por favor).

Na embalagem do Le Grand Bluff existem inúmeras promessas: "matifica, unifica e oculta poros visíveis e a vermelhidão (...) diminui o desenvolvimento de imperfeições localizadas dia após dia".

Agora vamos ao meu veredicto: na realidade, lendo essas palavras, a ideia que passa é de que se trata de um BB Cream ou primer para homens.

De todos os produtos da Nickel que usei até hoje, este foi o único que não me chamou tanta atenção e lhes explico por quê. De fato, ele tem muitos pontos positivos: não tem cheiro forte ou desagradável como muitos primers por aí, seca rápido, ele tem pigmentação, sim, porém a cor se ajusta a qualquer tom de pele de clara a média, e os poros ficam mesmo um pouco menores ou disfarçados.


Os pontos negativos, que preciso falar (afinal, o blog é extremamente honesto com relação às resenhas e já aviso que tudo que é escrito aqui é subjetivo, isto é, são as impressões pessoais a respeito de um produto, podendo variar de um indivíduo a outro): o efeito mate não aconteceu em minha pele, que é bem oleosa e com alta produção de sebo.

Outra "mancada" que devo apontar é que o produto, apesar das boas intenções, deveria trazer um fator de proteção solar, como muitos BB Creams e primers já o fazem. E ainda: por que não ter uma ação hidratante ou anti-idade também (no rótulo, diz que pode ser "usado sozinho ou em conjunto com seu hidratante usual")?

Por último: seria interessante a empresa pensar nos rapazes de pele morena ou negra, pois há apenas uma cor disponível do produto. Embora ele se ajuste como num passe de mágica a vários tons de pele de clara a média, talvez ele deixe os negros ou pardos com o rosto esbranquiçado. Eu já havia comentado sobre isso quando a L'Oréal lançou o BB Cream com apenas 2 cores disponíveis...

No conjunto, é um bom artigo, indicado apenas aos que realmente não sofrem com brilho excessivo e oleosidade. A vermelhidão no canto do nariz não desaparece no primeiro uso, mas depois de aplicar Le Grand Bluff por uns 3 dias seguidos, ela vai se atenuando, como se fosse um "dermocosmético", mas ela logo volta após a remoção do produto no banho (afinal, é como se fosse uma maquiagem mesmo). Para quem tem quase nada de brilho, sugiro o uso deste produto com um pó translúcido.

Ah! A Nickel também tem uma versão "autobronzeadora" desse mesmo produto, para quem deseja ganhar uma corzinha ou intensificar o bronze no ano todo. Para adquirir este e outros produtos, confira o portfólio completo da empresa na loja virtual deles → http://www.nickelprodutos.com.br

Obs: Para ler as demais resenhas dos produtos da marca, clique na tag Nickel aí embaixo. 
;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário