20 de jun de 2013

RESENHA: Eau de toilette Tommy, da Tommy Hilfiger


Passado o desabafo, no post anterior, sobre os problemas que o Brasil vem aguentando há muito tempo, venho falar de um perfume extremamente gostoso, o Tommy clássico, da grife Tommy Hilfiger. Já havia mostrado ele pra vocês no mês passado como um dos itens de meu cuidado diário (relembre aqui), e conforme prometido aqui está minha resenha.

É muito comum especialistas e blogueiros tacharem um perfume como sendo específico para inverno, outro para verão, e por aí vai. Eu sou da seguinte opinião: se a fragrância é gostosa, uso em qualquer época do ano, o importante é sentir-se bem e cheiroso - hehe. O Tommy, no entanto, é um perfume que, penso eu, agradaria a todos os homens (e mulheres) em qualquer estação do ano.

Essa colônia (seu nome completo é Tommy Cologne, mas na realidade é uma eau de toilette; custa, em média, R$ 140 por 30 ml) é oficialmente amadeirada, mas possui um toque cítrico. É o que eu chamaria de fragrância jovem, moderna, com acordes adocicados (só que de maneira muito suave), combinando frutas como maçã, laranja e cranberry, além de hortelã, lavanda, canela, madeira de Vermont, madeira de algodão e madeiras flutuantes. Uma fusão que deu muitíssimo certo! Difícil encontrar alguém que não a considere agradável.

Ainda mais difícil é compará-lo com outro, mas, se fosse pensar num aroma similar, o CK One Shock, da Calvin Klein (pra falar dos que eu conheço, é óbvio), seria o mais próximo. Um perfume tão jovial quanto o Tommy, amadeirado, mas não quente em excesso, tampouco supercítrico, apesar do ligeiro roçar de limão ou laranja.

Em resumo, Tommy é ideal para o dia-a-dia, sobretudo por sua ótima fixação — quando borrifo cedo, lá pelas 7h da manhã, consigo senti-lo até mais ou menos as 16h, ou seja, quase 10 horas! Penso que ele é perfeito para ser usado de dia, mas passá-lo à noite também não é nada mau.

2 comentários:

  1. Cara é isso mesmo ...
    "amadeirado, mas não quente em excesso, tampouco supercítrico, apesar do ligeiro roçar de limão ou laranja"

    Talvez esse contra-ponto entre as notas deixe ele assim jovial e "pau pra toda obra" hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha curtido a resenha, querido. É bem assim: o perfume é ideal para qualquer momento, e tem aquela identificação com os jovens.
      =)
      Bom fim de semana, Rafael.

      Excluir