27 de ago de 2013

SAÚDE: Descuidar da higiene bucal pode ser mais grave do que você imagina!


Já faz um tempão que não abordo o assunto “saúde”, certo? Mas o tema de hoje não diz respeito somente ao nosso bem-estar, é também um alerta à sua beleza e à sua autoestima. Muita gente não dá o devido valor à higiene bucal. Ela não apenas previne cárie, gengivite e coisas do tipo, como também previne inúmeras doenças graves que podem afetar até — pasme! — seu psicológico.

Calma, eu explico: muitas vezes um simples problema nos dentes ou na boca, como uma lesão na gengiva, por exemplo, pode servir como porta de entrada para as bactérias invadirem a corrente sanguínea, gerando assim doenças infecciosas, pulmonares, cardíacas, hepáticas e renais, além de complicar o diabetes em quem sofre disso. Viu como é sério?

Quanto ao lado psicológico, uma higienização deficiente da boca também conduz ao mau hálito (sim, eu sei que ele também pode ser causado por problemas no aparelho digestivo). Mau hálito, claro, afasta as pessoas e causa vergonha, prejudicando os relacionamentos sociais e profissionais. Um caos!

Uma vez, li uma reportagem (nunca me esqueci) dizendo que a cada 10 brasileiros, 4 não têm sequer acesso a uma escova de dentes, e muitas vezes esse singelo utensílio é compartilhado por inúmeros membros da mesma família. Vendo por esse parâmetro, pode-se dizer que a higiene dentária não é apenas um problema de saúde, mas também um problema social. Imagina a quantidade de doenças desenvolvidas nessa fatia da população carente só pela falta de escova!

Portanto, veja como é fundamental seguir estas três regrinhas:


{1} Escovar os dentes no mínimo três vezes por dia ou após cada refeição. Isso é o básico do básico.
{2} O fio dental precisa ser utilizado diariamente, ao menos uma vez. Neste caso, lembrei-me de um episódio do Dr. Oz (aquele da tevê, sabe?) no qual ele recomendou o fio dental à noite, antes de dormir.
{3} O enxaguante bucal também deve ser utilizado todos os dias, e você deve ficar atento às seguintes características: o produto tem de ser rico em flúor e sem álcool, já que este último agride os tecidos da boca. Após fazer os bochechos (de pelo menos 60 segundos), procure não ingerir nenhum alimento ou bebida (nem água) por cerca de meia hora, para que o produto possa agir com mais eficácia.


Uma dica final importante: a última limpeza bucal do dia deve ser a mais caprichada. Por quê? Bom, durante o sono a salivação diminui e é quando as bactérias aproveitam para incidir na superfície dos dentes — o que explica o mau cheiro quando a pessoa acorda, coisa que pode ser contornada facilmente com a ingestão de um copo d'água após o despertar.

Capriche, então, ao escovar os dentes (mais uma vez, o que o Dr. Oz disse: “a escovação não pode durar menos de 2 minutos”), lance mão do fio dental para retirar os restinhos de comida entre os dentes e aplique o seu enxaguante bucal de confiança. Além de cuidarem de sua saúde, esses pequenos hábitos farão com que seu sorriso não seja de constrangimento.

Fotos: reprodução

8 comentários:

  1. Dentes bonitos para mim é tudo, ou pelo menos bem cuidados. Eu já gastei o dinheiro de um carro na minha boca e meus dentes nunca ficaram aquele sorriso de anúncio... rs. Então eu valorizo demais quem tem dentes bonitos.

    Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm sou assim, meio ligado em dentes - hahaha. Eu reparo bastante e acho o máximo quando a pessoa tem aquele sorriso de pérolas.
      Obrigado, Dama, e desde já um ótimo fim de semana!
      Bjs

      Excluir
  2. Respostas
    1. Ainda mais por vc ser farmacêutico, as noções de higiene são ainda mais apuradas, não?

      Excluir
    2. hahaha até que é ...
      costumo brincar que tenho a "síndrome das mãos limpas"

      Excluir
    3. Mas não chega a ser TOC, né?

      Excluir
    4. não, não, imagina ...

      TOC (talvez) seria como todas as vezes em que acordo eu (re)conto os dedos dos pés e das mãos para ver se ainda estão no mesmo lugar e todos eles. Não to brincando :]

      Excluir