12 de dez de 2013

RESENHA: Cepacol Plus Whitening


Cepacol é praticamente sinônimo de enxaguante bucal, assim como Maisena é para amido de milho e Bombril, para palha de aço, certo? Esse Cepacol Plus Whitening, lançado já há algum tempo, gentilmente cedido para teste pela assessoria, tem uma fórmula desenvolvida para deixar os dentes branquinhos, tal qual nos comerciais.

O slogan certifica: “O único que branqueia os dentes sem agredir a boca”. Essa não-agressão prometida pela marca é devida à ausência de álcool, corantes e peróxido de hidrogênio (mais conhecido como água oxigenada).

Todo mundo sonha em ter um sorriso cinematográfico, é natural. E ao longo dos anos fomos bombardeados com os alertas dos dentistas de que antissépticos bucais com álcool devem ser evitados, uma vez que esse componente agride e resseca as mucosas. Lembra quando você usava o produto e sua boca pegava fogo, como se invadida por ácido sulfúrico?

Essa nova fórmula do Cepacol é esbranquiçada, quase transparente, totalmente inodora e praticamente sem gosto, apesar do "aroma de menta" mencionado no rótulo. Ao encher a boca, faço bochechos por cerca de 1 minuto. Recebi o produto em outubro e passei a usá-lo direitinho em novembro, conforme prescrito na embalagem, duas vezes ao dia — de manhã e à noite —, em porções de 10 ml (na tampa tem duas marcações, uma de 10 e outra de 20 ml).

Para maior eficácia, não deve ser diluído e, claro, evitei a ingestão de qualquer alimento ou líquidos, inclusive água, por cerca de uma hora após sua aplicação (Cepacol sugere meia hora). Assim, os polímeros exclusivos, de ação branqueadora, vão atuando na boca, clareando o esmalte dos dentes e “removendo manchas”, além de ajudar no combate às cáries, placas bacterianas e mau hálito.

Um ingrediente exclusivo, de nome complicado, o Polivinilpirrolidine (ou PVP), remove as manchas “sem causar desmineralização ao esmalte dental”. Não notei nenhum tipo de irritação nas gengivas, nem dores e muito menos ardência. Minha última avaliação no dentista, no começo de dezembro, não acusou presença de cáries.



Quanto ao clareamento em si, a diferença é muito sutil, como podem ver nas fotos acima de “antes & depois” (a primeira foi tirada no primeiro dia de utilização do produto; a segunda, assim que o frasco ficou vazio, uns 20 dias depois). Tentei bater as fotos com as mesmas condições de luz, isto é, logo pela manhã, no mesmo horário e mesma posição com relação à janela do banheiro (rs). Agora fica a critério de vocês perceberem a mudança, eu próprio não vi nada muuuito significativo em quase 3 semanas de aplicação... rs

Não sei se o emprego contínuo do produto traz como resultado um clareamento mais intenso, nem quanto tempo leva. Presumo que isso varia de uma pessoa a outra. De qualquer maneira, usar um enxaguante após a escovação é sempre uma prática bastante útil e proveitosa para a higiene da boca. E, claro, o uso do fio dental é imprescindível. Ponto para o Cepacol Plus que tirou o álcool da fórmula!


Obs: o BAZAR já havia feito uma postagem com informações de como é importante cuidar da saúde da boca e dos dentes. Relembre aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário