21 de mai de 2013

RESENHA: Mineralize Charged Water, da MAC

Começo pedindo desculpas pela demora na atualização do blog da semana passada pra cá. Acabei tendo uns “probleminhas técnicos” com o computador, que estava com o disco rígido comprometido desde o ano passado, era questão de tempo mesmo e fui deixando pra lá até praticamente pifar. No fim de semana, além disso, acabei indo a São Paulo com um amigo (meio que para celebrar meu aniversário, que, aliás, foi ontem, hehe). E como sei que estou devendo uma postagem aos leitores mais vaidosos do BM, vamos lá então, né?


No ano passado eu já havia escrito um texto bem informativo sobre a água termal, suas origens e benefícios (relembre aqui), portanto nem vou repetir tudo. Só digo que água termal é uma ótima aliada para quem quer hidratar a pele sem deixá-la melecada com cremes, afinal ela pode até mesmo ser utilizada como substituta de um hidratante comum — ideal para dias muito frios, ambientes com ar condicionado ou quando ocorrem superexposições solares. Para as mulheres, é ótimo finalizador de maquiagem também.

Minha água termal favorita é a francesa Avène, mas recentemente acabei testando a Mineralize Charged Water, lançada no ano passado pela MAC, gigante das maquiagens, que chegou ao Brasil poucos meses atrás. Ou seja, é praticamente um lançamento. Na loja oficial da marca do JK Iguatemi (São Paulo), o vendedor ressaltou que a novidade possui uma quantidade bem maior de minerais que a versão anterior da própria MAC (cerca de 40 minerais a mais, ou algo assim).

Pois é, quem pensava que MAC só faz maquiagem, deve ter ficado surpreso, mas essa água termal é mesmo um achado: contém, segundo a empresa, pó de diamante na fórmula. Provavelmente, são as partículas brilhantes vistas através do frasco. A princípio, pensei que esses pontinhos de brilho poderiam aparecer na pele, mas o vendedor garantiu que não.


Ao contrário das águas termais em spray mais conhecidas, como a da Vichy ou da já citada Avène, que produzem uma espécie de vapor, microbolhas de água que se depositam uniformemente no rosto, a Mineralize Charged Water produz um jato mais "encorpado" de líquido, então o ideal é inclinar mais a embalagem pra trás e borrifar a certa distância, para que se espalhe melhor na pele.

Os pontos brilhantes, de fato, somem, e a pele estará bem hidratada por algumas horas. Quanto à fragrância (anunciada como sendo de chá verde e citrus), digo que me lembrou bastante o cheiro de maquiagem, sim, mais precisamente de batom. Nada que incomode, é bem sutil e some em 1 ou 2 minutos depois da aplicação. O rosto fica com um aspecto luminoso, toque macio e seco, ótima solução para peles oleosas, viu?

Como nem tudo é perfeito, o preço por aqui é desanimador (em média, R$ 120 por 100 ml) se comparado ao valor cobrado nos Estados Unidos, que é menos da metade. Além disso, o produto não traz efeito mate. Que eu saiba, nenhuma água termal faz isso, mas bem que poderiam pensar a respeito e alguma empresa produzir um matificante em spray, não? Nem sei se já existe... De qualquer modo, fica a dica para quem está a fim de experimentar a novidade e deixar a pele protegida do ressecamento típico do inverno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário